domingo, 4 de outubro de 2009

FIESOLE RESGATA HISTÓRIAS ETRUSCA E ROMANA



FOTOS: SILVANA MARIA ROSSO


Fiesole é uma surpresa em cada esquina. Mas o Parco Archeologico, localizado bem no centro da cidade e que começou a se formar nos 800, é um tesouro que vale à pena conferir. Nessa época, as ruínas romanas com suas piscinas termais foram descobertas. Depois, vieram a luz os restos etruscos.


O anfiteatro romano é surpreendente. Construído no fim do século I a. C., foi totalmente esculpido com as pedras retiradas de uma formação rochosa, onde inclinam as arquibancadas. Até hoje usado para concertos realizados no parque, sua acústica é fenomenal.




As termas romanas eram um local para reuniões e para o cuidado da saúde que foram erguidas em contemporâneo com o anfiteatro. Na área aberta, continha piscinas em vários tamanhos, um tanque para clarificar a água, e o Criptoportico para exercícios físicos. Já a parte coberta era dividida em Frigidarium (ambiente fresco), Tepidarium (ambiente de passagem ligeiramente aquecido), Calidarium (ambiente aquecido), e alguns serviços chamados de latrinas.




Do lado oposto das termas está o templo romano, onde no século IV a.C.,   havia um templo etrusco, menor e com planta mais simples, com o piso em terra batida e paredes cobertas de gesso vermelho. Em frente ao templo, ficava um altar. Hipotiza-se que era dedicado a deusa Minerva.



E como em toda a Itália, ali também as Oliveiras pontuam a paisagem.

Um comentário:

  1. Maravilha.
    Excelente espaço para reflexão.
    Certamente voltarei mais vezes.
    Convido a conhecer FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER... em http://www.silnunesprof.blogspot.com
    Saudações Florestais !

    ResponderExcluir